a cidade de Guimarães

Localização
 


Guimarães é, administrativamente, um concelho composto por 69 freguesias que se inserem numa área de 242,32 km2, com cerca de 160.000 habitantes. Está situado a Noroeste de Portugal e dista, aproximadamente, 350 km da sua capital, Lisboa e cerca de 50 km da cidade do Porto.
 

Como chegar


As vias de acesso mais directas, para quem pretende deslocar-se a Guimarães, são as vias rodoviária e ferroviária.

Rodoviária:
Utilizando a actual rede de auto-estradas, de Guimarães chega-se ao Porto em aproximadamente 30 minutos (A7 e A3), a Braga em 15 minutos (A11), a Vigo em 90 minutos (A7 e A3) e a Lisboa em 180 minutos (A3, A7 e A1).

Existem várias empresas rodoviárias que efectuam ligações, directas e/ou não directas, entre qualquer ponto de Portugal e Guimarães.

Ferroviária:
A ligação ferroviária faz-se através da linha electrificada, a partir da qual são estabelecidas várias ligações directas e/ou não directas entre vários destinos, e que permite que a deslocação entre Guimarães/Porto, e vice-versa, demore aproximadamente 60 minutos. (Informação:
http://www.cp.pt/)

O aeroporto mais próximo de Guimarães é o aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, que dista cerca de 50 km de Guimarães.
 

História


Guimarães, cidade de origem medieval, tem as suas raízes no remoto século X.
Foi nesta altura que a Condessa Mumadona Dias, viúva de Hermenegildo Mendes mandou construir um mosteiro, que se tornou num pólo de atracção e deu origem à fixação de um grupo populacional. Paralelamente e para defesa do aglomerado, Mumadona construiu um castelo a pouca distância, na colina, criando assim um segundo ponto de fixação. A ligar os dois núcleos formou-se a Rua de Santa Maria.
Posteriormente o Mosteiro transformou-se em Colegiada e adquiriu grande importância devido aos privilégios e doações que reis e nobres lhe foram concedendo.
Tornou-se num afamado Santuário de Peregrinação, e de todo o lado acorriam crentes com preces e promessas.
A vila foi-se expandindo e organizando, sendo então rodeada por uma muralha defensiva. Entretanto as ordens mendicantes instalam-se em Guimarães e ajudam a moldar a fisionomia da cidade.
Posteriormente, os dois pólos fundem-se num único e após o século XV a cidade intramuros já pouco mudará. Haverá ainda a construção de algumas igrejas, conventos e palácios, a formação do Largo da Misericórdia (actual Largo João Franco) em finais do século XVII e inícios do XVIII, mas a sua estrutura não sofrerá grande transformação. Será a partir de finais do século XIX, com as novas ideias urbanísticas de higiene e simetria, que a vila, elevada a cidade em 1853 pela Rainha D. Maria II, irá sofrer a sua maior mudança. Será autorizado e fomentado o derrube das muralhas, serão construídos os Largos do Carmo (hoje Largo de Martins Sarmento) e Condessa do Juncal, haverá a abertura de ruas e grandes avenidas e posteriormente a parquização da Colina da Fundação e a abertura da Alameda.
No entanto, quase tudo foi feito de um modo controlado, permitindo assim a conservação do seu magnífico Centro Histórico.
 

Património Mundial


Guimarães é uma cidade com um glorioso passado histórico, cuja história está associada à fundação da identidade nacional portuguesa e à língua portuguesa no séc. XII.
O Centro Histórico de Guimarães constitui um vestígio único de um tipo particular de concepção de cidade, que teve a sua própria evolução, devido à morfologia do seu tecido urbano medieval, que conforma uma sucessão de praças de grande valor formal e qualidade ambiental bem como, de um tipo particular de construção, tipologicamente diversificado, mas com uma grande unidade formal no seu conjunto, integralmente erguido com as técnicas construtivas tradicionais, e designados por taipa de rodízio e taipa de fasquio.
O centro histórico de Guimarães foi classificado pela UNESCO a 13 de Dezembro de 2001.
 

 

Fonte: Turismo de Guimarães

 

centro cultural vila flor / hotel de Guimarães



 

O congresso decorrerá simultaneamente no Centro Cultural Vila Flor e no Hotel de Guimarães.


 

 

links úteis

Geral

Município de Guimarães

Turismo de Guimarães

Restaurantes

Cultura

Biblioteca Municipal Raul Brandão

Arquivo Municipal Alfredo Pimenta

A descoberta...

Descobre a Cidade de Guimarães (vídeo)

Guimarães 2012

Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura

Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura (vídeo de apresentação)

Médias

Guimarães TV

Guimarães Digital

Notícias de Guimarães

Desporto

Tempo Livre - Guimarães

 

   PATROCINADORES

       

APOIOS


© APBAD 2009 
A
ctualizada em
13-09-2010