PEDRO PENTEADO

Director de Serviços de Arquivística do Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (IAN/TT), desde Agosto de 2004.  No IAN/TT, é o dirigente intermédio máximo responsável pelas consultorias aos organismos da Administração Pública na área de gestão de documentos, tratamento normalizado de arquivos e webização de conteúdos. Representa o IAN/TT na Unidade de Gestão do Programa Operacional da Cultura do Ministério da Cultura. Responsável pela implementação de projectos da medida 3 do Plano Tecnológico no Instituto. Coordenador do grupo de trabalho que elaborou as “Orientações para a gestão de documentos de arquivo no contexto de uma reestruturação da Administração Central do Estado”. Promotor do ciclo de debates “Arquivos e reestruturação da Administração Pública”.

Gestor do Projecto SIARQ – Sistema de arquivo do Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo e gestor (em parceria) do Projecto ID_on - Digitalização de instrumentos de descrição do IAN/TT. Membro do Grupo de Trabalho para a Normalização da Descrição em Arquivo. Foi membro do Grupo Consultivo do PESI – Planeamento Estratégico do Sistema de Informação, do Grupo de Trabalho “TT Online” e do Grupo de Trabalho para a Avaliação da Documentação das Conservatórias do Registo Civil e Cartórios Notariais. Pertenceu à Comissão organizadora do Seminário Internacional “Arquivos de Tradição Ibérica” da Associação Latino Americana de Arquivos (ALA) e do II Fórum Permanente dos Arquivos de Língua Portuguesa. Representou o IAN/TT na SC6
da Comissão Técnica Portuguesa de Normalização para a Informação e Documentação, do Instituto Português de Qualidade.


Mestre em História Moderna pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Doutorando em Ciências Documentais. Realizou vários estágios internacionais, no Brasil, Canadá e França, o último dos quais em Paris, na Direction des Archives de France, em Novembro de 2005. Realizou o Seminário de Alta Direcção da Administração Pública (SADAP)
e o Programa de Formação em Gestão Pública (FORGEP) no Instituto Nacional de Administração (INA).


Docente do Curso de Especialização em Ciências da Informação e da Documentação da Universidade Nova de Lisboa (UNL) – disciplinas de Teoria e Metodologia das Ciências da Informação, Sistema de Gestão de Arquivos e Seminário de Estágio (em colaboração). Formador do Programa geral de formação do INA, com acções no domínio da Arquivística, desde 2003, e do Diploma de Especialização em Gestão Documental – DEGEDOC, do INA, módulo 3, Sistema de arquivo II, em 2006.

Foi ainda docente do Curso de Especialização em Ciências Documentais da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL), do Curso de Especialização de Ciências Documentais do Instituto Superior de Línguas e Administração de Lisboa (ISLA), do Mestrado do Património Cultural da Universidade Católica de Lisboa (UCP) e do Curso de Pós-graduação de Património Cultural da UCP do Porto. Foi formador do Curso de Técnicos Profissionais de Arquivo da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD) na área da Gestão da informação de arquivo.

É membro da Associazione Archivistica Ecclesiastica (Vaticano); da BAD, onde colaborou na Comissão de formação; do Centro de Estudos de História Religiosa (CEHR) da Universidade Católica Portuguesa; da Comissão Científica do Projecto “Portugaliae Monumenta Misericordiarum”, do CEHR e da União das Misericórdias Portuguesas e da Comissão Científica da “Documentação Crítica de Fátima”, do Santuário de Fátima (SF), com o patrocínio científico do CEHR. Consultor do projecto de digitalização do jornal “Voz da Fátima” (SF).

É autor de diversas obras, artigos e comunicações no domínio da Arquivística e da História, publicadas ou realizadas em Portugal, Espanha, França, Itália, Bélgica/UE, Brasil e Canadá. Merece ainda destaque a sua participação em algumas das principais obras de referência no domínio historiográfico, como a “História Religiosa de Portugal” e o “Dicionário de História Religiosa Portuguesa”, do Círculo de Leitores”, o seu trabalho de revisão científica da tradução do manual canadiano de Jean-Yves Rousseau e Carol Couture, “Os fundamentos da disciplina arquivística”. Lisboa: D. Quixote, 1998 e de coordenação da tradução da obra de Armelle Le Goff, “Os arquivos das ONG. Uma memória a partilhar. Guia prático em 60 perguntas”, Lisboa: IAN/TT, 2005 (publicada originalmente pelo Conselho Internacional de Arquivos).  Foi co-editor do n.º 8 da revista espanhola “Tabula”, dedicada aos arquivos portugueses (2006). Coordenou a tradução da obra da AAF-ADBS “Comprendre et pratiquer le records management” (Norma ISO 15489), cuja publicação na web está prevista para 2007.

Coordenou projectos de intervenção arquivística e salvaguarda do património documental em várias organizações não governamentais (ONG) do país. Foi autor e responsável pela coordenação do Projecto de gestão integrada da informação arquivística do Santuário de Fátima e colaborador do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja no domínio da Arquivística e dos arquivos de instituições religiosas. Foi ainda subcoordenador de projecto no Centro de Damião de Góis (IAN/TT e Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses).

Fechar Janela